Surto de sarampo pede atenção aos sintomas e calendário de vacinação

A cidade de Campinas, assim como todo o Estado de São Paulo, passa por uma explosão de casos de sarampo, doença que há anos não era diagnosticada no Brasil. Como essa é uma doença viral e contagiosa, os cuidados devem ser redobrados nesse período, principalmente com as crianças.

Provocado por um Morbilivirus, o sarampo é transmitido por secreções e vias respiratórias como tosse e espirro. A partir do contágio, a doença pode levar até 12 dias para aparecer e é potencialmente grave. Em mulheres gestantes, ela pode provocar até mesmo aborto ou parto prematuro. Segundo a Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm), a vacina antisarampo tem 97% de sua eficácia comprovada e deve ser aplicada em duas doses: a primeira a partir do 12º mês de vida e a segunda entre os 15 e 24 meses da criança. Todas as doses são oferecidas gratuitamente pelo SUS.

Por isso, verifique a carteirinha de vacinação de toda a família, além da atenção ao aparecimento de qualquer um dos sintomas abaixo:

  • Febre
  • Tosse
  • Mal-estar
  • Conjuntivite
  • Coriza
  • Perda do Apetite
  • Manchas brancas na parte interna das bochechas
  • Otite (dor de ouvido)
  • Pneumonia
  • Encefalite

O tratamento é baseado apenas no alívio dos sintomas, por isso, o paciente deve fazer repouso, ingerir bastante líquido, comer alimentos leves e tomar antitérmicos para controlar a febre. A doença pode deixar sequelas como problemas neurológicos, surdez, cegueira e até retardo do crescimento.Qualquer dúvida, procure um médico imediatamente. O sarampo é coisa séria!

Compartilhe essa História

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Confira outros conteúdos...