Qual a influência da internet no comportamento das crianças?

Que nós vivemos tempos modernos isso já não é nenhuma novidade, não é mesmo? A informação está literalmente na palma de nossas mãos, por meio de um smartphone, tablet ou qualquer outro aparelho eletrônico que possibilite o acesso a uma rede de internet. Neste ano, devido à pandemia que ainda estamos enfrentando, esse tempo frente às telas aumentou ainda mais.

A internet tem influenciado diariamente o comportamento das pessoas, seus gostos, seus modos de se expressar e até mesmo a maneira como se relacionam com o próximo. Com crianças e adolescentes a situação não poderia ser diferente, até porque essa geração já nasceu conectada e acaba utilizando a internet por muito mais tempo que os próprios adultos.

Porém, é preciso que saibamos prepará-los para os desafios desse mundo online. Hoje em dia, na maioria das vezes, os influenciadores são figuras públicas da internet como blogueiros, influenciadores, youtubers ou até mesmo os amigos virtuais. É importante dizer que tudo isso acontece com uma velocidade que não podemos comparar, essa chuva de informações desta nova era digital tem mudado a maneira que eles enxergam o mundo ao seu redor.

Aqui no CPR, nós sempre orientamos para que os pais estejam atentos a tudo o que seus filhos consomem na internet, para que juntos façam um bom julgamento de toda essa explosão de informações recebida diariamente. Com esse estímulo dentro e fora do ambiente escolar, eles conseguirão filtrar com mais facilidade aquilo que é positivo e ter uma vida mais saudável.

De acordo com especialistas em comportamento, uma das soluções para esse tipo de questão é desenvolver nas crianças e adolescentes o pensamento crítico, para que cada vez mais eles possam pensar por si mesmos de forma consciente, sem se deixar levar pelas influências digitais que nem sempre agregam bons valores.

Uma dica para controlar o conteúdo que as crianças e jovens tem acesso é deixar o computador em um lugar visível e estabelecer um limite diário de uso para que não comprometa o desempenho de outras tarefas, como as lições de casa por exemplo.

Estar conectado é inevitável e faz parte do processo de desenvolvimento, mas o acompanhamento desses conteúdos e tempo de exposição faz toda a diferença para o equilíbrio e a saúde. Pense nisso!

Compartilhe essa História

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Confira outros conteúdos...