O que realmente importa no processo de formação de nossos filhos – notas ou aprendizagem?

Um dos momentos mais apreensivos do semestre é quando os estudantes mostram os boletins aos pais, que aguardam ansiosamente para ver o desempenho de seus filhos. As notas baixas frustram os professores, pais e alunos, do contrário, todos ficam orgulhosos e satisfeitos, com a certeza de que aprenderam todo conteúdo. Mas, o que é mais importante no processo de aprendizagem, notas ou aprendizado?

Antigamente, os professores usavam as notas para reforçar a sua autoridade e poder na sala de aula, bem como separar os alunos entre “melhores” e “piores”, mas esta prática é ineficaz, pois não contribui com o processo de aprendizado dos estudantes.

A família da Neuza Aparecida Machado, mãe da Maria Eduarda, estudante do 8º Ano do CPR, acredita que nota e conhecimento caminham juntos. “Valorizamos o conhecimento adquirido, pois a pessoa leva para a vida toda. Nota é consequência daquilo que foi absorvido”, comentou.

De fato, na área educacional, as notas servem como um dos indicadores para fazer melhorias no processo de ensino e aprendizagem, de maneira que os estudantes absorvam as competências fundamentais para a vida pessoal e profissional. Elas ajudam a traçar um diagnóstico para que o Colégio, pais e alunos consigam detectar dificuldades e encontrar soluções mais assertivas.

Mas a relação notas x conhecimento também serve de parâmetro fora da escola. Muitos processos de seleção para vestibulinhos, vestibulares e programas de estágios, por exemplo, levam em consideração as notas para a concessão de vagas. E isto causa inquietação para muitos pais.

“Fico muito preocupada com o critério de avaliação de vestibulinho, que leva em conta o currículo escolar”, disse Ana Carolina C. Sete, mãe dos alunos Eduardo (5º Ano) e Vinicius (8º Ano), que também concorda que o aprendizado é muito mais importante do que as notas, sendo elas consequências.

Por isso, desmembrar as notas do desempenho quando ambos são considerados complementares e usados para avaliar o desenvolvimento do aluno ao longo do ano e até mesmo fora da escola tem trazido bastante diálogo sobre o tema. Para a coordenadora pedagógica do CPR, Gislaine Mara de Oliveira, o processo de aprendizagem é muito importante e o Colégio se preocupa em saber se o aluno realmente aprendeu o conteúdo. “Entender este processo nem sempre é fácil, pois muitos acham que quanto maior a nota, mais o aluno sabe, e nem sempre é isso”, comentou.

Um dos desafios das instituições de ensino e professores é elaborar instrumentos coerentes para avaliar o aprendizado adquirido pelo estudante. Neste sentido, conhecer os perfis dos alunos é importante para acompanhar a sua caminhada escolar, uma preocupação e prática no CPR.

De qualquer maneira, a orientação que deixamos é que os alunos aproveitem as aulas, estudem e aprendam os conteúdos, tendo em mente que estes conhecimentos serão exigidos em vários momentos de sua vida. O ato de decorar para fazer as provas, por exemplo, pode ajudá-los a tirar boas notas, mas não necessariamente garante o domínio de determinado assunto a longo prazo. Pensem nisso!

Compartilhe essa História

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Confira outros conteúdos...

Adolescência

Você é um “cringe”?

Há semanas a palavra “cringe” apareceu com muita frequência nas redes sociais e ganhou força no rol do vocabulário digital. Embora haja discussões sobre a

Contine Lendo »
Podcast

Podcast Ensino Remoto

Nossas aulas remotas continuam e para mantermos a qualidade de ensino é importante contar com profissionais preparados e as melhores ferramentas online. Neste Podcast com

Contine Lendo »