Junho Vermelho: educação ajuda a conscientizar

A importância da doação de sangue é lembrada com data dedicada neste mês em todo o Brasil. Parte fundamental deste processo é a informação, já que para conscientizar é preciso informar. E envolver a educação neste processo pode favorecer as gerações futuras, mais conscientes e envolvidas no bem-estar e saúde coletiva.

De acordo com o Ministério da Saúde, em 2021, com impacto da pandemia da Covid-19, o número de doações de sangue caiu 20% no país. Para melhorar o desempenho neste ano, é preciso que os doadores voltem a doar e que novos sejam convencidos sobre a importância deste ato.

Quem pode doar?
• Ter entre 16 e 69 anos;
• Pesar mais de 50 kg;
• Estar com boa saúde;

Algumas informações importantes antes de doar são: evitar a ingestão de alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e respeitar o prazo de 12 horas para o caso de bebidas alcoólicas. Se estiver com sintomas de gripe ou resfriado, ou tiver tomado vacina recentemente, não deve doar temporariamente.

Quem não pode doar?
• Ter menos de 16 anos;
• Pesar menos de 50 kg;
• Estar doente;
• Ter feito tatuagem ou colocado piercing há menos de um ano;
• Hepatite após os 11 anos;
• Realizado endoscopia ou colonoscopia nos últimos seis meses;
• Usuários de drogas.

Compartilhe essa História

Facebook
WhatsApp
Twitter
Telegram
LinkedIn

Confira outros conteúdos...