Hiperatividade infantil: o que é e como identificar?

Você provavelmente já deve ter ouvido alguém comentar: essa criança é muito hiperativa! Mas você realmente sabe do que se trata? De acordo com especialistas, a hiperatividade é uma condição que impede a criança de conseguir manter o foco em atividades que exigem um grau maior de concentração, causada por uma exagerada agitação mental ou motora.

Sua maior característica é a dificuldade em se concentrar ou concluir tarefas, sejam domésticas ou escolares. Mas são vários os fatores que podem causar a hiperatividade, desde os genéticos, ambientais ou até mesmo distúrbios do desenvolvimento.

Ela pode ser classificada em motora (inquietude, agitação) ou mental (alto fluxo de pensamentos, fala agitada) e pode aparecer em qualquer idade e sexo, porém, há maior incidência entre os meninos. Crianças que apresentam este distúrbio são um grande desafio para pais e professores, pois não há como identificar de imediato o que está causando o transtorno.

Vale ressaltar que nem sempre uma criança agitada pode ser hiperativa. É comum que elas sejam naturalmente mais agitadas que os adultos, por isso é importante ficar atentos a outros sintomas como:

• Desatenção;
• Ansiedade;
• Impulsividade;
• Queda no desempenho escolar;
• Não conseguir ficar em silêncio (leitura);
• Dificuldade em falar o que está pensando com coesão e clareza;
• Aparência sempre cansada;
• Problemas com o sono.

A hiperatividade infantil faz parte do TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade), porém pode ser manifestada individualmente. O CPR compreende que o processo educacional do aluno deve ser feito em parceria entre os pais e o Colégio, tendo em mente que ao apresentar sintomas de hiperatividade o ideal é procurar ajuda de profissionais para acompanhar a criança como pediatras, psiquiatras ou psicólogos.

Educar com amor é contribuir para que nossos pequenos cresçam emocionalmente saudáveis e capazes de absorver todo o conhecimento que carregarão até a fase adulta!

Compartilhe essa História

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Confira outros conteúdos...

Adolescência

Você é um “cringe”?

Há semanas a palavra “cringe” apareceu com muita frequência nas redes sociais e ganhou força no rol do vocabulário digital. Embora haja discussões sobre a

Contine Lendo »

Podcast Ensino Remoto

Nossas aulas remotas continuam e para mantermos a qualidade de ensino é importante contar com profissionais preparados e as melhores ferramentas online. Neste Podcast com

Contine Lendo »