Crise emocional na adolescência: saiba mais e identifique

Que a adolescência é famosa por conta dos inúmeros questionamentos, dúvidas, busca incessante por informações e ansiedade, a maioria de nós já sabe. Mas, quando e como diferenciar comportamentos comuns para esta fase da vida, de uma crise emocional?

É com este exercício em mente que escrevemos este texto hoje, com o intuito de auxiliar você a identificar e oferecer suporte.

Antes de avançarmos, é importante definirmos: O que é uma crise emocional? Uma crise emocional é a forma que o nosso corpo encontra para dar uma resposta física para experiências emocionais como o estresse e a ansiedade, por exemplo.

Separamos algumas causas prováveis para listar: traumas, perdas financeiras e/ou familiares, estresse e ansiedade já mencionados, conflitos de relacionamento amorosos, de amizade ou familiares, situações de violência ou abuso e, até mesmo, depressão – em casos mais graves.

Uma pesquisa realizada pela JAMA Pediatrics, indicou que uma em cada quatro crianças e/ou adolescentes entre 4 e 17 anos já tiveram alguma experiência com depressão. Dado ampliado durante o período de pandemia, momento da revisão do estudo que envolveu um público de 80 mil pessoas.

Como identificar?
O corpo dá sinais! Irritabilidade, dificuldade para dormir, manchas pelo corpo, mudanças de humor, sentimento de ansiedade e insatisfação são exemplos que podem ser usados como alerta para saber que esta pessoa precisa de ajuda. Jamais dispense a ajuda de um profissional habilitado para correta análise e diagnóstico.

Como o colégio pode ajudar?
O colégio precisa contar com pessoas competentes para toda a experiência dos alunos dentro de suas instalações. Portanto, o quadro de funcionários precisa estar treinado e atento aos sinais. É claro, que nem sempre é possível identificar uma crise antes que ela ocorra, mas o contato frequente entre pais e a instituição favorecem na identificação e tratamento. Mantenha diálogo aberto com o colégio dos seus filhos.

Compartilhe essa História

Facebook
WhatsApp
Twitter
Telegram
LinkedIn

Confira outros conteúdos...

Dia das mães

Dia das Mães, e agora?

Qual presente comprar? Onde encontrar opções e melhores preços? Qual é mesmo perfume que ela gosta? “Xiii” (sic) que mesmice, hein?! Sim, é isso que

Contine Lendo »