Conheça algumas maneiras de ensinar a criança a ter gratidão

Cada etapa do desenvolvimento da criança é motivo para o orgulho dos pais, mas, não há nada mais gratificante que ouvir de uma pessoa o quanto o seu filho é gentil e educado, não é mesmo?

Uma das virtudes fundamentais para esse desenvolvimento social, é a gratidão. Uma habilidade emocional, que está relacionada diretamente a gentileza, a generosidade e a felicidade, e que causa uma grande sensação de bem-estar.

As crianças são naturalmente individualistas e nem sempre é fácil demonstrarem gratidão, muito pelo contrário, pode ser uma tarefa árdua e que não se sabe por onde começar, muito menos se está sendo verdadeira.

Mas a boa notícia, é que a gratidão pode ser aprendida e então colocada em prática, iniciando pelos pais e responsáveis. E para ajudar nesse momento tão importante da vida dos pequenos, trazemos algumas dicas de especialistas, para introduzir a gratidão de forma simples e natural no dia a dia.

Benefícios em nutrir a gratidão no dia a dia, desde a infância
Quando perguntamos sobre os benefícios da gratidão para as duas profissionais, ambas foram seguras em dizer que a gratidão gera menos sentimentos negativos, como stress, ansiedade e frustrações, em compensação, gera uma série de sentimentos positivos.

Segundo Ane Cardinalli, mãe e psicóloga clínica com foco no atendimento a crianças e famílias, a gratidão é muito mais do que um simples ato de agradecimento. É uma atitude que gera uma emoção, e isso se traduz de forma subjetiva em sentimento. A gratidão gera felicidade, amor, afeto, carinho, todos esses sentimentos positivos que geram energia, vibrações e fortalecem internamente a pessoa.

Os benefícios em ser uma criança grata tem um reflexo significativo no decorrer da vida. A gratidão proporciona novas amizades, ajuda a manter os relacionamentos mais duradouros, melhora a saúde física e mental. E pessoas que praticam a gratidão tendem a cuidar mais da saúde e praticar mais exercícios físicos, completa Alessandra Lima, psicóloga clínica e mãe de três.

Comece desde cedo
A melhor idade para ensinar a gratidão às crianças é “desde sempre”, explica Ane. As crianças aprendem gratidão pelo exemplo, pela referência vivenciada e, ainda, pelo contexto em que é incentivada a usar-se de gratidão, fazendo sentido a ela para que reflita esse sentimento.

Incentive a sempre agradecer
Ensine o pequeno a valorizar as conquistas da vida, seja nos simples atos e acontecimentos do dia, ser grato simplesmente por estar vivo, por ter o alimento, pela natureza, por receber uma ajuda, por todo ou qualquer motivo que se sinta verdadeiramente grato.

Seja sempre um exemplo
As verdadeiras virtudes e valores que os filhos levam para a vida são aqueles que eles veem os pais fazendo, que aprendem na prática. Alessandra explica que, no dia a dia, há inúmeras oportunidades para ensinarmos gratidão – por exemplo, agradecendo um amigo por brincar com ele, o caixa no supermercado, o porteiro que abriu a porta, entre tantas outras.

Ensine o valor de tudo que ela tem
É importante que as crianças saibam a origem de tudo que elas têm, e entendam, que existem diferentes padrões sociais e familiares, que o que ela tem, o amiguinho pode não ter, então, é importante agradecer por ter e poder dividir. Quando as crianças e os jovens realmente começam a apreciar o que eles têm, em vez de se concentrar no que eles gostariam de ter, nasce um novo padrão mental que afeta positivamente várias áreas da vida.

Introduza a gratidão na leitura
Leia para o pequeno, livros que o ajude a compreender e desenvolver melhor os sentimentos, que mostre que é normal sentir-se triste, zangado ou assustado as vezes. E que, independente disso, a gratidão é um ato que sempre deve estar presente.
Uma criança grata é menos egoísta, uma atitude que além de tudo a fará muito mais feliz e a colocará em uma posição melhor nas relações interpessoais.

Demonstre a sua gratidão
Sempre que ela fizer qualquer coisa que dê uma oportunidade coerente, devemos dizer o quanto a amamos, e que estamos gratos pelo seu amor, seu sorriso, seu bom comportamento, sua felicidade. Quando dizemos para um filho o que o torna tão especial para nós, estamos impulsionando sua autoestima pelas razões certas e não porque ele tem o Smartphone mais recente ou porque está vestido super bem. Esse nosso exemplo mostra que a gratidão se estende muito além das coisas materiais.

A gratidão é uma habilidade emocional que está ligada diretamente ao comportamento social, e aqui no CPR nutrimos esse sentimento dia após dia. Usamos como metodologia de ensino a Escola da Inteligência, programa educacional que foi idealizado pelo médico, psicanalista, pesquisador e escritor Dr. Augusto Cury. Nele, trabalhamos com os alunos as suas habilidades, emoções e inteligência emocional, desenvolvendo comportamentos positivos e aprimorando as relações interpessoais.

Compartilhe essa História

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Confira outros conteúdos...