Como lidar com a adaptação do seu bebê no berçário?

Existe um momento muito importante na vida de uma mãe que é quando o bebê vai ao berçário. Esse momento pode ser doloroso e de difícil adaptação tanto para a mãe, quanto para o bebê, por isso fazer com que os pais e a escola lidem da melhor forma torna o momento menos preocupante e incômodo.

Na maioria dos casos, deixar a criança no berçário não é uma opção, mas sim uma necessidade. Após os meses de licença maternidade, chega a temida hora de voltar ao trabalho e deixar o filho em um novo ambiente para interagir com novas pessoas e desenvolver novos aprendizados. Mas como fazer com que esse momento seja leve e mais fácil para todos? Primeiramente, diálogo é fundamental. Antes de qualquer decisão concreta, é significativo procurar apoio em familiares e amigos durante a adaptação, expor os sentimentos e ter com quem contar faz enorme diferença e ameniza a transição.

Outro passo importante é conversar com a criança. Independente de ela ter alguns meses ou anos completos, conversar e mostrar o lado bom, como fazer amizades com outras crianças, brincar e aprender coisas novas, tranquiliza e gera melhores expectativas. Se a criança já for mais velha provavelmente terá mais dificuldades para se adaptar, podendo estranhar o local e as pessoas, além de não compreender que aquilo é passageiro e que em breve ela voltará para casa, sendo assim, o diálogo se faz essencial.

Escolher uma escola que respeite esse momento e saiba realizar uma adaptação adequada também é crucial. Estar em um local organizado, com profissionais que estão preparados para dar o suporte necessário, traz confiança para a mãe e para a criança. A mãe precisa sentir que o lugar está de portas abertas para ela e seu filho e que a escola também está preocupada com o crescimento saudável dele. No Colégio Pedro e Rafael, em Campinas | SP, mãe e bebê recebem o melhor auxílio para que fiquem tranquilos durante o processo. Temos profissionais qualificados que entendem as necessidades das crianças e estão aptos para inseri-los em um ambiente agradável e acolhedor.

Uma adequação gradual também facilita a adaptação. Levar o bebê aos poucos, por um tempo de horas crescente até que ele permaneça o período todo, faz com que ele se acostume ao ambiente, às novidades, aos profissionais e aos coleguinhas de escola. Dessa maneira, ele também entende que a mãe está participando ativamente da mudança de hábitos e que estará dando apoio nessa nova fase dos dois.

Dialogar, construir um caminho tranquilo até o dia de levar o bebê ao berçário e deixa-lo com profissionais que passem confiança, experiência e credibilidade tornará a transição bem mais rápida e fácil.

Compartilhe essa História

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Confira outros conteúdos...