A importância das atividades extracurriculares para crianças

Aprender um novo idioma, praticar esportes, aulas de dança, música, artes, entre outras ocupações, estão inseridas cada vez mais cedo no cotidiano das crianças, a fim de que melhorar o desenvolvimento cognitivo, físico e social. Essas atividades extracurriculares estão muito além de diversão, elas visam mais qualidade na formação do indivíduo.

O Colégio Pedro e Rafael, em Campinas | SP oferece opções com o intuito de aprofundar o conhecimento adquirido dentro e fora da sala de aula, contribuindo para que os alunos aperfeiçoem suas qualidades e desenvolvam o pensamento crítico. Atividades extracurriculares ajudam a identificar vocações e futuras características que possam influenciar na escolha profissional e em outras decisões posteriores.

De acordo com especialistas, com essa prática crianças e adolescentes melhoram o desempenho escolar, pois assim se sentem mais motivados ao estudo e ações que envolvem a escola.  Por isso, é importante tornar o tempo livre das crianças e adolescentes em algo que seja proveitoso.

Contudo, o recomendado é que pais e professores não exagerem na dose, é preciso moderar e compreender que cada indivíduo tem seu próprio ritmo, e que encher a criança de tarefas pode resultar em sobrecarregamento, estresse e até mesmo queda no rendimento, causando efeito contrário. Essas atividades devem cooperar com a formação continuada de forma equilibrada e sadia.

Outro ponto que merece destaque,  ressaltado por educadores e psicólogos é que essas atividades não devem em aspecto nenhum, ser utilizadas como forma de suprir a carência afetiva deixada pelos pais.  A presença dos pais e responsáveis sempre será fundamental para o pleno desenvolvimento da criança e do adolescente.

Atividades extracurriculares mais comuns:

  • Esportes (natação, futebol, artes marciais);
  • Língua estrangeira (inglês, espanhol);
  • Artes (dança, teatro, artes plásticas);
  • Informática;
  • Instrumentos musicais.

Com uma pluralidade de atividades, que vão além do tradicional currículo escolar fica até difícil escolher qual a melhor se enquadra para cada faixa etária. O indicado é sempre observar as aptidões da criança e ir desenvolvendo suas habilidades, com o intuito de que ela desenvolva constantemente uma visão mais positiva e segura de si mesma.

Compartilhe essa História

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Confira outros conteúdos...