Entenda a importância de falar sobre preconceito com os pequenos

O preconceito é uma questão que merece muita atenção e deve sempre ser discutida entre os adultos, mas principalmente entre as crianças para que elas já cresçam sem reproduzir certas falas ou comportamentos que a sociedade não precisa mais suportar.

Mas você sabe o que é preconceito? Como o próprio nome sugere, é quando temos um conceito antecipado sobre determinado tema, sem conhecê-lo com profundidade, ou apenas moldado pelo o que ouvimos, por exemplo. É um julgamento antecipado que pode trazer muitas consequências. Estudos comprovam que qualquer forma de preconceito nas relações humanas prejudica o desenvolvimento de uma sociedade mais justa, democrática e igualitária. Toda diferença precisa ser respeitada, seja ela étnica, cultural ou de gênero.

Não há idade específica e nem o momento certo para abordar o assunto. Uma simples conversa, e claro, sempre acompanhada de bons exemplos pode ser o suficiente para esclarecer essas questões e gerar um impacto positivo na construção social desses pequenos cidadãos. É dessa forma que trabalhamos diariamente com as crianças, assim como também incentivamos as famílias a quebrarem esses tabus.

Fique atento aos principais tipos de preconceitos:

• Racismo;
• Intolerância religiosa;
• Xenofobia;
• Machismo, sexismo ou misoginia;
• Preconceitos estéticos (gordofobia);
• Preconceito contra idosos;
• Preconceito contra portadores de necessidades especiais;
• Lgbtfobia.

Quando a família deixa claro a importância de se tratar o próximo com empatia e respeito e que todos somos iguais, fica mais fácil educar crianças mais conscientes e livres de preconceitos. Conviver com as diferenças é uma oportunidade de mergulhar no universo do outro e aprender muitas coisas novas.

Compartilhe essa História

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Confira outros conteúdos...