Alfabetização e tecnologia: é possível aliá-las?

Viver sem tecnologia é praticamente impossível nos dias atuais. Vivemos em uma era de grande crescimento tecnológico em que é natural usufruir de inovações desde a hora em que o despertador toca pela manhã até o momento em que aquecemos nosso jantar. Na educação esse cenário não poderia ser diferente. Computadores, lousas digitais, aplicativos, jogos eletrônicos e outros aparelhos surgem como forma de agregar o mundo digital no cotidiano de estudantes durante as aulas.

Por mais que as revoluções tecnológicas sirvam para otimizar e melhorar a qualidade do ensino, nem sempre elas garantem esse êxito, muitas vezes atrapalham o desempenho das crianças. Conciliar tecnologia de forma equilibrada e inteligente dentro e fora do ambiente escolar gera benefícios para o aluno que englobam desde o modo como ele absorve conteúdo até como irá replicá-lo de forma consciente.

Na fase da alfabetização, utilizar recursos digitais é uma boa forma de intermediar a criança e o contato com a língua. Esse período pede um ensino mais lúdico e interativo que necessita atrair a atenção dos pequenos para que possam aos poucos adquirir informação. Plataformas e softwares surgem como métodos eficazes e práticos para aplicar tecnologia nas escolas. Empresas que fornecem essas ferramentas possuem o papel de trabalhar a inclusão digital e online com responsabilidade e segurança, sempre atendendo as necessidades e limites dos colégios, estudantes e responsáveis.

Um dos sistemas que traz criatividade e ensino tecnológico de qualidade é o LEGO Education, que fornece mecanismos digitais e de robótica para ensinar crianças com o que há de mais inovador. O Colégio Pedro e Rafael educa com o método LEGO Education, fornecido pelo projeto de robótica Via Maker. Entendemos que seu filho precisa crescer no meio das novidades contemporâneas e estar cada vez mais apto para o mercado de trabalho desde o início do processo educacional.

Conhecer bem o colégio em que a criança está inserida e as ferramentas que ele utiliza é um passo importante para saber se a escola está pronta para ensinar de forma inteligente, moderna e segura. O ensino destinado à fase de alfabetização precisa ser variado, divertido e trazer a tecnologia como um suporte que condicionará o educando até o aprendizado eficiente.

Compartilhe essa História

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Confira outros conteúdos...

Adolescência

Você é um “cringe”?

Há semanas a palavra “cringe” apareceu com muita frequência nas redes sociais e ganhou força no rol do vocabulário digital. Embora haja discussões sobre a

Contine Lendo »

Podcast Ensino Remoto

Nossas aulas remotas continuam e para mantermos a qualidade de ensino é importante contar com profissionais preparados e as melhores ferramentas online. Neste Podcast com

Contine Lendo »